Notícias

Categoria

MARATONA 42 KMS E BETERRABA

Colunistas - 14/fev/2020

Suco de beterraba potencializa treino, aumenta força e inibe fadiga muscular

 

Nutricionista Cristiane Perroni fala das propriedades do vegetal, que é excelente fonte de carboidratos para o desempenho esportivo e explica como ele deve ser bem usado

Por Cristiane Perroni Rio de Janeiro

 

A beterraba é um vegetal, uma hortaliça B, consumida como acompanhamento das refeições, cozida ou crua, em sopas, saladas e sucos. Possui propriedades importantes para a saúde como função antioxidante, anti-inflamatória, anti-hipertensiva e hipoglicemiante e ajuda no desempenho esportivo.

É excelente fonte de carboidratos (energética), fibras, ferro, potássio, sódio, magnésio, vitamina C, nitrato (também encontrado em folhas verdes) e o pigmento betaína, que é natural, bioativo e presente no vegetal com função antioxidante e anti-inflamatória. Estudos apontam que este pigmento tem correlação com redução da fadiga muscular e aumento da força.

+ Sete alimentos indispensáveis para turbinar o desempenho nos treinos

O nitrato presente na beterraba é metabolizado no organismo, convertido primeiramente em nitrito e posteriormente em óxido nítrico. O pico de sua concentração no sangue se dá em uma a duas horas após a ingestão. O óxido nítrico provoca relaxamento do músculo liso da camada interna dos vasos sanguíneos, gerando vasodilatação (aumentando o fluxo sanguíneo e diminuindo a pressão arterial) e broncodilatação. Estimula a angiogênese (desenvolvimento de novos vasos sanguíneos nos tecidos), biogênese mitocondrial (nascimento de novas mitocôndrias), captação de glicose e maior sensibilidade por íons de cálcio.

Vale lembrar que as mitocôndrias são organelas presentes nas células que convertem carboidratos, proteínas e lipídeos em ATP – principal fonte de energia na célula. Com o envelhecimento, diminui o número de mitocôndrias.

Estudos recentes vêm demonstrando que o consumo de nitrato, de forma aguda ou crônica, melhora a performance em exercícios de endurance (provas e treinos mais longos) e de força. O atleta com a suplementação de suco de beterraba gasta menos energia para realizar a mesma atividade economizando energia, fica mais resistente à fadiga muscular, melhora a força e o desempenho no exercício.

+ Entenda a diferença entre bebidas isotônicas, repositoras e energéticas

Como utilizar
Muitos estudos utilizam valores de suplementação de 0,1 mmol de nitrato\kg de peso ou 500ml de suco de beterraba ou 200g de beterraba, de uma a duas horas antes do treino. Existem no mercados suplementos em pó e na forma de suco pronto.

Dificuldades para o consumo do suco de beterraba
Beber com regularidade 500ml de suco de beterraba pode não ser uma tarefa fácil, pois o sabor é bem intenso e, como é rico em fibras, é preciso avaliar se haverá alguma alteração intestinal. Outra questão é que não sabemos a quantidade exata de nitrato presente na beterraba, porque isso depende dos fatores climático, entre eles o solo e plantio.

Novos estudos ainda são importantes para determinar as doses e o período de utilização para melhor resposta no desempenho esportivo. É importante lembrar que o uso regular da beterraba na dieta possui excelentes benefícios também para a saúde.

+ Fonte energética, mel pode substituir gel carboidrato em exercícios longos

LEIA MAIS: Aqui

 

Artigos abaixo:

SUCO DE BETERRABA X CORRIDAAqui.

BENEFÍCIO DA BETERRABA: Aqui.

CORRIDA TURBINADA: Aqui.

7 ALIMENTOS RECOMENDADOS PRÁTICA ESPORTIVA: Aqui.

MUITO ALÉM DO MACARRÃO – LONGÕES  MARATONA 42 KMS: Aqui.

 

 

REPASSANDO, contribuindo com a sociedade.

José Carlos Varela
Professor de Educação Física, Especialista em Treinamento Desportivo e Personalizado. CREF 014099-G/PR

Treinador Federação Paranaense de Atletismo – FPA
Confederação Brasileira Atletismo – CBAt – IAAF Nível 1- registro n.o 1084
Atleta Corredor Maratonista FPA e CBAt registro nr. 2364
34 MARATONAS e 2 SUPERMARATONAS DE 50 KMS ATÉ novembro 2017: Aqui
Proprietário da Varela Esportes Assessoria Esportiva (www.varelaesportes.com.br).
CREF 003410-PJ/PR – CONFEF: Aqui