Notícias

Categoria

EVITE CÂNCER PELE

Evite o câncer de pele! Corra sempre acompanhado de seu protetor solar. Paulo Réa,de 52 anos, venceu a doença e nunca mais deixou de se cuidar antes das suas corridas. Corredores têm que tomar muito cuidado com o sol.

Colunistas - 10/out/2019

Evite o câncer de pele! Corra sempre acompanhado de seu protetor solar. Paulo Réa,de 52 anos, venceu a doença e nunca mais deixou de se cuidar antes das suas corridas. Corredores têm que tomar muito cuidado com o sol.

Exposição ao sol sem protetor pode causar câncer de pele (Foto: Divulgação/Nike)

Por Paula Gabrielle

O uso do protetor e do bloqueador solar vai além da estética e da vontade de não querer ficar ardido. Os produtos oferecem proteção essencial para proteger a pele de uma doença grave, considerada como grande inimiga na atualidade: o câncer. Paulo Réa, paulista de 52 anos, venceu a doença e nunca mais deixou de se cuidar antes das suas corridas.

Paulo começou a praticar esporte há sete anos. Seu irmão, que era iniciante na corrida de rua, foi o maior incentivador. Paulo deu suas primeiras passadas sem nenhuma orientação profissional e isso fez com que ele cometesse muitos erros.

– Comecei a treinar não só para melhorar a estética e ganhar saúde, mas para melhorar a performance. Fiquei competitivo e o pior dos erros aconteceu por treinar em horários impróprios e sem uso de protetor solar. Surgiu uma pinta ao lado direito do nariz, próxima ao canal lacrimal. Era uma pinta de bordas irregulares, cor variável, com 6mm de diâmetro e descamativa. Sabia do risco de ser algo maligno. Sempre pensava que precisava ir ao dermatologista, mas nunca tomava atitude – disse Paulo.

De acordo com o dermatologista Flavio Candau, os corredores têm que tomar cuidado com os horários do treino para não se exporem em excesso ao sol, principalmente no verão.

– Os melhores horários são de manhã cedinho e no final da tarde. À noite, é excelente. Sempre se deve correr com filtros solares que não escorreguem com o suor, do tipo voltado aos esportistas – informou Flavio.

O diagnóstico

Ao participar de uma competição, os óculos do corredor roçaram na pinta e a feriram, deixando seu rosto ensanguentado. Ao ir ao especialista, Paulo descobriu que estava com câncer. A sua pinta era um carcinoma, nome dado ao tumor maligno, e havia o risco que ele se alastrasse pelo corpo.

– Chegando em casa, minha esposa Vilma, quando me viu sujo de sangue, me intimou “vou marcar uma consulta amanhã”. Para minha supresa, foi diagnosticado carcinoma. Procuramos informações sobre o melhor profissional para o caso. Chegamos ao professor da USP, doutor Pimentel, e marcamos a cirurgia. Por muita sorte, o carcinoma estava superficial – contou o paulista aliviado.

Protetores e fatores

Pessoas de todas as cores devem proteger a sua pele. Há um mito de que os negros não precisariam passar protetor, mas é aí que se enganam. A pele negra possui mais proteção aos raios solares, mas também está sujeita ao aparecimento de câncer a longo prazo.

Segundo Flavio Candau, cada pele necessita de um fator e o mais indicado é aplicar o novamente o produto de 30 minutos a uma hora. Os bloqueadores são filtros solares que, além da parte química dos filtros, têm a parte física, ou seja, deixa uma película na pele que reflete os raios solares.

– Os protetores têm fatores de 15 até 100 para os bloqueadores. Normalmente, os fatores mais altos devem ser usados pelas pessoas de pele mais clara, pois protegem mais tempo e com mais intensidade. Pele clara tem que usar de 40 a 100, enquanto peles morenas de 20 a 40 e peles negras o de 15. Geralmente, o gel é usado para peles oleosas e os em creme para peles mistas a secas – explicou o dermatologista.

Hidratação após a exposição solar

O que também não deve ser esquecido é o protetor labial, principalmente pelas pessoas que têm lábios grossos. Para hidratar a pele após o sol, é recomendado muito suco e água. Os cremes pós-sol também dão uma ajudinha.

– Normalmente, esses cremes têm substância calmante para a pele e são indicados logo após a exposição solar. Os cremes com substâncias de hidratação são para penetrar nas camadas mais profundas da pele, podem e devem ser aplicados em qualquer horário do dia e até mais de uma vez – orientou o especialista.

Paulo Réa sentiu na pele as consequências de não ter usado corretamente protetor solar. Agora, entende a importância de passar, mesmo em dias nublados.

– A corrida é apaixonante, a sensação é a melhor que existe. Corro porque sei que o resultado sempre é positivo. Agora, quando vou participar de provas, minha filha ou minha esposa vem com o creme. Gostaria, com este breve relato, conscientizar as pessoas sobre a necessidade do protetor solar – concluiu Paulo.

Fonte: Globo Esporte

Os exercícios em sua prática devem ser variados, cuidar da saúde faz parte, mas o sol em demasia, pode fazer você deixar de correr…ou práticar certas atividades físicas…

Prof. José Carlos Varela.

Professor de Educação Física, Especialista em Treinamento Desportivo e Personalizado. CREF 014099-G/PR

Treinador Federação Paranaense de Atletismo – FPA
Confederação Brasileira Atletismo – CBAt – IAAF Nível 1- registro n.o 1084
Atleta Corredor Maratonista FPA e CBAt registro nr. 2364
34 MARATONAS e 2 SUPERMARATONAS DE 50 KMS ATÉ novembro de 2017: Aqui
Proprietário da Varela Esportes Assessoria Esportiva (www.varelaesportes.com.br).
CREF 003410-PJ/PR – CONFEF: Aqui

Notícias Relacionadas

ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

Evite o câncer de pele! Corra sempre acompanhado de seu protetor solar. Paulo Réa,de 52 anos, venceu a doença e nunca mais deixou de se cuidar...

Colunistas - 18/out/2019

DIA DO MÉDICO

Evite o câncer de pele! Corra sempre acompanhado de seu protetor solar. Paulo Réa,de 52 anos, venceu a doença e nunca mais deixou de se cuidar...

Colunistas - 18/out/2019

ALIMENTAÇÃO - SAÚDE

Evite o câncer de pele! Corra sempre acompanhado de seu protetor solar. Paulo Réa,de 52 anos, venceu a doença e nunca mais deixou de se cuidar...

Colunistas - 16/out/2019